Receba todas as novidades!
Deixe seus dados e receba nossos conteúdos direto no seu e-mail:
Seu e-mail está seguro conosco :)
Escolha por onde quer falar:
Adaptógenos: os queridinhos do momento contra o stress
Publicado em: 30/07/2021
Saiba quem são os Fitoterápicos que nos ajudam a lidar melhor com situações de desgaste do dia a dia!
Utilizados de forma milenar em tradições como a Medicina Chinesa e Ayurvédica, os Adaptógenos são fitoterápicos que ajudam o organismo a se adaptar e lidar melhor com situações desafiantes e que exigem muito do corpo. Como eles fazem isso? É o que vamos explicar neste artigo para você!

Como nosso corpo reage ao stress

O desgaste natural do organismo é algo previsto na fisiologia humana. Para resistir a todas as variações que nosso corpo enfrenta todos os dias, possuímos mecanismos de defesa e regulação que visam restaurar nosso equilíbrio e bem-estar diante de alguma situação mais extrema, como frio, fome, perigo, fadiga, nervosismo e similares. Estamos falando da capacidade do organismo se autorregular, a homeostase, necessária para o corpo continuar funcionando bem, e que pode envolver alterações na pressão, pH, temperatura e até mesmo nutrientes sanguíneos, entre outros.

Diante de um estímulo nervoso estressante, entram em cena uma série de processos que procuram restabelecer a homeostase do organismo, sendo que o cortisol é um dos hormônios fundamentais para que isso aconteça. Porém, em excesso, os níveis alterados do hormônio influenciam negativamente o metabolismo do corpo e em nossa resposta imunológica, podendo causar doenças graves a longo prazo.

Dentre os efeitos negativos da exposição excessiva e prolongada ao stress, podemos citar:

-Doenças endócrinas, como diabetes

-Problemas cardiovasculares, como hipertensão

-Queda da imunidade

-Distúrbios psiquiátricos

-Perda de memória

-Dificuldade de aprendizagem

-Disfunções sexuais

Quanto maior a intensidade e duração dos estímulos estressantes, maior a resposta biológica do organismo nesse sentido e é justamente nesse momento que os Adaptógenos aparecem para mudar a forma como nossos mecanismos de reação automática ao stress acontecem.

Atuando como uma espécie de resistência diante do estímulo estressante, os Adaptógenos tendem a diminuir a resposta do corpo já aqui citada, minimizando seu impacto e distribuindo-o melhor ao longo do tempo.

Vamos dar um exemplo:

Imagine que você passe por uma situação de fadiga extrema por cerca de algumas horas, desencadeando uma forte reação do seu corpo. Agora, reflita que, caso você estivesse sob a ação de um fitoterápico Adaptógeno, essa reação poderia ser um pouco mais branda ao longo do tempo. O que provavelmente iria ocorrer seria você passar mais tempo reagindo ao stress, porém de forma mais moderada e menos agressiva para o organismo: resultado, essa seria uma forma de você lidar melhor e com menos desgaste diante de uma situação como essa.

Mas, afinal, de que ervas estamos falando?

  • Ginseng (Panax Ginseng)
Bom para memória e cognição, melhora a imunidade, fadiga, ânimo, é revitalizante e antioxidante

  • Ashwagandha (Withania somnifera)
Ajuda a acalmar, é aliada na concentração e auxilia na resposta ao stress.

  • Manjericão Santo (Ocimum tenuiflorum)
Também conhecido como Tulsi, ajuda a aliviar o stress, ansiedade, recuperar a imunidade e é antioxidante.

  • Raiz de ouro (Rhodiola rosea)
Melhora o humor, performance, atenção, depressão e alivia o cansaço mental.

  • Gengibre (Zingiber officinale)
Anti-inflamatório natural, auxilia fígado, circulação e glândulas. É tônico, digestivo e estimulante.

  • Ginkgo (Ginkgo biloba)
Ajuda a lidar com a baixa oxigenação do cérebro e outras funções cerebrais, auxilia na memória e aprendizado, é neuroprotetor, auxilia no equilíbrio e combate radicais livres no corpo.

  • Alcaçuz ou Licorice (Glycyrhiza Glabra L.)
Antidepressivo, anti-inflamatório, antioxidante, imunomodulador e protetor contra os efeitos do stress. Uso restrito.

Existem muitas outras ervas e plantas medicinais com funções adaptogênicas, inclusive mais adequadas para cada tipo de problema apresentado, sendo que os exemplos acima são apenas alguns dentre os mais conhecidos, devendo sempre ter seu uso consultado por profissionais. Também não se esqueça que o uso de fitoterápicos possui contraindicações e riscos, sendo que todos os medicamentos naturais acima só podem ser utilizados sob orientação de um profissional da área de saúde, nutrição ou fitoterapia.


Curtiu nosso conteúdo?

Compartilhe nas suas redes sociais!

Artigos relacionados

Quer receber as novidades?

Cadastre seu e-mail:

Conheça nossos cursos

Calma lá, não vá ainda!
Tenho uma surpresa para você! Deixe seu contato que vou te enviar um brinde por e-mail!
Seu e-mail está seguro conosco :)