Receba todas as novidades!
Deixe seus dados e receba nossos conteúdos direto no seu e-mail:
Seu e-mail está seguro conosco :)
Escolha por onde quer falar:
Você é responsável pela sua desordem
Publicado em: 01/10/2019
Há uma frase de Freud circulando por aí que diz o seguinte:
Qual a sua responsabilidade na desordem da qual você se queixa?"
Quase podemos imaginar o paciente no divã, praticamente cara a cara com Freud, olhando estarrecido ou cheio de dúvidas ao ouvir essa pergunta.

Autorresponsabilidade é um exercício. E a verdade é que não aprendemos a fazer isso. Aprendemos a apontar o dedo para os outros, a culpá-los por nossas frustrações, a não encararmos o espelho, sendo que ele teria tanto a nos dizer…
"...a não encararmos o espelho,
sendo que ele teria tanto a nos dizer…
"
Mas, afinal, o que é autorresponsabilidade? De modo simples: é tomar a frente de tudo aquilo que te acontece.

Já pensou que você pode estar na ilusão de que você é tão bonzinho, tão legal, tão perfeito e "oh, coitadinho de mim", passando por determinadas situações como se fosse vítima delas?

O papel de vítima costuma ser bem confortável. Apontar o dedo para os outros parece irresistível...

Fácil culpar o ex-namorado, o pai, a mãe, o vizinho, o chefe... difícil assumir a responsabilidade de que aquela circunstância, por pior que possa parecer, aconteceu porque você permitiu. Sim! Isso tem a ver com milhares de tipos de conteúdos, emoções e crenças que precisam ser trabalhados.

E quando aceitamos isso, temos a oportunidade de transformar determinados padrões em nós mesmos, permitindo e atraindo situações melhores a cada dia.
Você é responsável por você. Ninguém mais.
Esse é o papel da autorresponsabilidade: fazer com que você perceba que está tudo nas suas mãos e te ajudar a escolher de forma mais consciente, sem martírio.

Você pode pensar: "Ah, mas eu já fiz e tentei de tudo e não adiantou...". Hum... será? Tudo mesmo? Até que ponto você está disposto a mudar a sua vida? Por mais clichê que isso possa parecer, não tem jeito: você é responsável por você. Ninguém mais.

Não pense que seu terapeuta vai realizar a cura por você. Ele pode te auxiliar no processo, mostrando as possibilidades e favorecendo o autoconhecimento, mas a única pessoa que pode te curar é você! Quem pode melhorar sua vida é somente você!

Na prática? Assuma a responsabilidade e escolha quem você quer ser a partir de agora. O universo está cheio de possibilidades e de recursos para te auxiliar. Acredite, você merece o melhor e pode escolher o melhor para sua vida.

Vá além da sua condição de vítima e veja, de uma vez por todas, a mudança realmente acontecer.

Curtiu nosso conteúdo?

Compartilhe nas suas redes sociais!
E-book Gratuito!

Deixe seus dados e receba o e-book direto no seu e-mail:
Seu e-mail estará seguro conosco :)

Artigos relacionados

Quer receber as novidades?

Cadastre seu e-mail:

Conheça nossos cursos

Calma lá, não vá ainda!
Tenho uma surpresa para você! Deixe seu contato que vou te enviar um brinde por e-mail!
Seu e-mail está seguro conosco :)